Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Bolsistas do Pibid se mobilizam pela prorrogação do Programa

Publicação:

Logotipo: Pibid escrito em letras minúsculas e em azul ao centro, abaixo e em vermelho Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência, e bordas amarelas no canto superior esquerdo e inferior direito.
Pibid oportuniza que estudantes dos cinco cursos de licenciatura da Uergs realizem atividades em escolas da rede pública.

O Ministério da Educação (MEC) está prevendo uma redução no investimento em programas relacionados à Educação Básica, conforme o Projeto de Lei Orçamentária Anual para 2018. De acordo com a coordenadora do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência da Uergs (Pibid), Sandra Lemos, esta diminuição é preocupante, pois representa que haverá mudanças no Programa. Uma das preocupações é a indefinição sobre um novo edital que deverá ser lançado em breve. Diversas atividades de mobilização estão sendo realizadas e uma delas é a coleta de assinaturas em uma petição online pela continuidade do Pibid sem cortes e sem interrupção.

Desenvolvido na Uergs desde 2011, o Pibid oportuniza que estudantes dos cinco cursos de licenciatura da Universidade – Artes Visuais, Dança, Música, Pedagogia e Teatro - realizem atividades semanais em escolas da rede pública, sob a supervisão de um docente. Atualmente, a Uergs mantém convênio com 27 escolas nos municípios em que oferta os cursos de licenciatura: Alegrete, Bagé, Cruz Alta, Montenegro, Osório, São Francisco de Paula e São Luiz Gonzaga.

“O Pibid é um programa que proporciona aos acadêmicos de cursos voltados para a licenciatura um vínculo antecipado com o ambiente escolar, auxiliando na percepção da realidade da escola e da cidade na qual o bolsista atua. Esta antecipação só traz benefícios a todos os envolvidos. Nesse sentido, o Pibid enriquece a caminhada acadêmica, oportunizando experiência em vários aspectos que fazem e farão a diferença na formação do licenciando”, destaca Sandra, que também coordena o Fórum dos Coordenadores Institucionais do Pibid no Rio Grande do Sul (Forpibid).

De acordo com a coordenadora, com a redução do investimento do MEC na formação de professores, dos atuais R$ 958 para R$ 513 milhões, e considerando que foram destinados R$ 600 milhões, em 2017, para o Pibid, fica evidente que estão sendo projetadas mudanças no Programa, e que há risco de descontinuidade no próximo ano.

“Neste contexto e, diante do processo de contingenciamento de despesas, reiteramos a necessidade de apresentarmos as potencialidades do Programa que vem contribuindo para a materialização da Política Nacional de Formação de Professores para a Educação Básica, bem como das metas do Plano Nacional da Educação, razão pela qual nos mobilizamos pela permanência, qualificação e continuidade do Programa”, ressalta.

O Pibid será o tema de uma audiência pública que deverá ocorrer em Brasília, na Câmara dos Deputados e no Senado Federal, ainda neste mês. A intenção é entregar aos parlamentares abaixo-assinados que também solicitam a permanência e investimentos no Pibid.

No final de outubro, a reitora da Uergs, Arisa Araujo da Luz, enviou um ofício ao presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Abílio Baeta Neves, solicitando a prorrogação do atual edital do Pibid, com a manutenção do quadro de concessão de bolsas por mais dois anos.

>> Petição online

Carta em defesa da manutenção do PIBID (.pdf 223,75 KBytes)

 

UERGS - Universidade Estadual do Rio Grande do Sul