Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia
Início do conteúdo

Uergs em Erechim cria Incubadora Social Online na área da agricultura familiar

Publicação:

Foto colorida de smartphone sobre uma mesa com uma caneta touch branca ao lado direito. Na tela do smartphone, o perfil de Instagram do projeto Feira Permanente.
A Incubadora Social Online publica conteúdos no instagram @feirapermanente nas segundas, quartas e sextas-feiras.

A Unidade Universitária da Uergs em Erechim criou uma Incubadora Social Online voltada à assessoria, formação e gestão para organizações da agricultura familiar. Neste ano, a instituição escolhida foi a Cooperativa de Desenvolvimento Regional Ltda (Cooperfamília). O projeto de Extensão conta com a participação de duas bolsistas que são estudantes do curso de Administração, quatro docentes da Uergs em Erechim, além de uma técnica de laboratório

A Incubadora surgiu a partir de uma demanda das organizações locais de Erechim na área de gestão de empreendimentos da agricultura familiar. A partir disso, a Uergs começou a trabalhar, neste ano, junto com a Cooperfamília. A parceria entre a Uergs e a Cooperativa não é recente. Desde 2015, as instituições já desenvolvem atividades de Extensão junto a agricultores familiares associados à Cooperfamília e ao Sindicato Unificado dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Alto Uruguai (Sutraf-Au).

“Primeiramente as atividades extensionistas desenvolvidas pela Universidade estavam voltadas à formação e capacitação dos agricultores familiares e, neste ano, buscamos então focar em ações de gestão para a estruturação dos empreendimentos que atuam junto à agricultura familiar”, conta Zenicléia Deggerone, coordenadora da Incubadora Social Online.

Para Zenicléia, o trabalho na Incubadora também possibilita que estudantes coloquem em prática os conteúdos trabalhados em aula, como gestão e planejamento estratégico, marketing, redes sociais, pesquisas de mercado, vendas, conteúdos digitais e comunicação organizacional. 

Devido à pandemia, o trabalho da Incubadora é realizado de modo remoto. O projeto busca ampliar a divulgação dos produtos oferecidos pela Feira Permanente nas redes sociais e produzir conteúdos digitais sobre a Cooperfamília. “As ações foram pensadas e discutidas com a Cooperativa, visando também minimizar os efeitos da pandemia, tendo em vista que a Cooperativa atua na comercialização de alimentos no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e em um ponto de comercialização na cidade de Erechim”, relata Zenicléia.

As reuniões do projeto de Extensão são realizadas de forma virtual a cada quinze dias com os integrantes da Incubadora e mensalmente com os dirigentes da Cooperativa. Segundo Zenicléia, o trabalho remoto possibilita que as ações projetadas sejam realizadas individualmente pelos integrantes da equipe técnica e que depois possam ser compartilhadas e discutidas com o restante da equipe.

“Esse projeto vem para auxiliar a Cooperativa a melhor se organizar na divulgação dos produtos, e assim chegar até os nossos clientes mais informações dos produtos, que temos em nossa Feira Permanente e virtual, que são produtos produzidos pelas famílias de agricultores(as) familiares”, conta Juraci Zambom, presidenta da Cooperfamília.

Para Zenicléia, coordenar a Incubadora proporciona experiências de crescimento pessoal e profissional, como aprender a liderar um projeto que dialoga diretamente com os anseios da comunidade regional, promover um diálogo atento e cuidadoso com os moradores de Erechim e correlacionar os conteúdos trabalhados no curso de Administração com os problemas sociais para que os alunos consigam colocar em prática os aprendizados acadêmicos. “A Incubadora está dando certo porque também temos uma equipe técnica muito boa, proativa, qualificada e integrada com o propósito do projeto”.

 

O Trabalho da Incubadora

A Incubadora Social Online (@incubadorasocial_uergserechim) começou o trabalho de assessoramento no instagram da Cooperfamília (@feirapermanente) em agosto deste ano. Os conteúdos são postados nas segundas, quartas e sextas-feiras.

Nas segundas-feiras, ocorrem postagens de conteúdos para divulgação dos produtos oferecidos pelos agricultores na Feira Permanente. Já nas quartas-feiras, os materiais são sobre os benefícios dos alimentos orgânicos produzidos e comercializados pela Cooperativa. E, nas sextas-feiras, os conteúdos são sobre a história e importância da Cooperfamília.

 

A Cooperfamília

A Cooperfamília é uma cooperativa formada por agricultores familiares de Erechim e região do Alto Uruguai que encontraram no cooperativismo uma forma de organizar a produção e a comercialização dos alimentos.

Entre os produtos comercializados pela Cooperativa, estão hortaliças, frutas e produtos agroindustrializados dos associados. A comercialização ocorre na Feira Permanente, localizada na Avenida Germano Hoffmann, 330, centro de Erechim. Os alimentos também abastecem escolas das redes estadual e municipal da cidade. 

De acordo com Zenicléia Deggerone, o cooperativismo e a agricultura familiar são duas categorias de atuação muito importantes para o desenvolvimento regional e nacional. 

“As cooperativas são organizações que buscam resolver problemas de seus associados, a exemplo do acesso ao crédito, a comercialização de produtos, a compra de materiais e insumos. E no contexto da agricultura familiar, entre os anos 2000 a 2016, foram criadas várias cooperativas de pequeno porte que buscaram inserir mercadologicamente os agricultores familiares que haviam sido excluídos de certos tipos de canais de comercialização”, conta Zenicléia.

Por: Filipe Pimentel

Edição: Daiane de Carvalho Madruga

Mais notícias

UERGS - Universidade Estadual do Rio Grande do Sul